Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

A 12ª conferência brasileira da comunidade Python chega a Florianópolis em Outubro, serão 6 dias intensos com Tutoriais, Palestras, Sprints e networking.

A Python Brasil[12] vai reunir entre os dias 13 a 18 de Outubro, no Centro Sul / Florianópolis-SC, desenvolvedores(as), grupos de usuários, empresas e pessoas interessadas em conhecer e divulgar a linguagem de programação.

O público é realmente diverso e vem crescendo a cada ano, estudantes, educadores, ativistas, cientistas e empreendedores participam das edições do evento. A agenda é construída junto com a comunidade. Desde o convite aos magistrais à escolha das palestras, sprints e tutoriais submetidos pela comunidade.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Não só de códigos vivem os programadorxs! É preciso estudar sempre! E por isso há dois anos fizemos uma parceria InspirAda com a Editora Novatec :) Leitoras/es do Blog InspirAda na Computação podem adquirir livros com 20% de desconto em uma excelente editora especializada em livros de computação, marketing, negócios, finanças e investimentos. Além disso, produz excelentes traduções de livros estrangeiros de referência.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Neste sábado de madrugada estava fazendo umas leituras quando me deparei com a incrível história da Ann Mwangi: desenvolvedora de aplicativos na ThoughtWorks Uganda e mãe de quatro filhos, ela conta as lições, desafios e como tem encarado sua profissão de programadora diante das responsabilidades familiares e dos padrões sociais para as mulheres na África.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Incluir efetivamente as mulheres na tecnologia, computação e engenharia é uma necessidade que tem sido muito comentada ultimamente. Pensando nisso, lembrei-me do que foi publicado na mídia ano passado, informando que existe um déficit de profissionais para atender à demanda de Tecnologia da Informação até 2020: aproximadamente 1,2 milhão de vagas estarão disponíveis, mas a estimativa é de que apenas 400 mil sejam ocupadas no total.

Será que poucas mulheres se profissionalizando em TI seria um dos motivos da imensa sobra de vagas? Relacionando com outras fontes questionei: “computação e tecnologia são para mulheres?”. Vejamos.

Primeira turma de Ciência da Computação do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP), registro de 1971.

(Primeira turma de Ciência da Computação do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP), registro de 1971)

O índice de mulheres que ingressaram em cursos superiores de Computação no Brasil é desproporcional à população feminina (metade da população mundial) e, com o passar do tempo, ficou ainda pior: de 34,89% em 1991 para 15,53% em 2013. No mercado de trabalho, a disparidade não é diferente – na década de 1980, as mulheres representavam 40% das principais empresas de Computação do mundo; em 2008, o número caiu para 18%.

Os motivos da pequena representação feminina são complexos, mas alguns exemplos reais podem nos dizer alguma coisa:

© 2016 InspirAda na Computação. Todos os direitos reservados. Desenvolvido com Software Livre <3

Search